Cacilda
 

Cachorro Morto

Para quem não viu no Centro Cultural no fim de março, hoje à meia-noite tem "Escuro" no Sesc Belenzinho, em apresentação única da peça recém-premiada, mas que vem desde 2009 anunciando Leonardo Moreira como a melhor aposta em uma década, como dramaturgo e diretor.

Já eu fui ver no Centro Cultural, onde segue em cartaz até o próximo fim de semana, sua peça anterior, "Cachorro Morto", de que tenho ouvido falar bastante desde a estreia em 2008, mas que sempre perdia, quando retornava para pequenas temporadas.

É quase um primeiro tratamento de "Escuro", texto já mais complexo, intrincado. "Cachorro Morto" explora não diversas, mas uma única diferença, de um menino ou menina com síndrome de Asperger, transtorno mental descrito como próximo do autismo, mas sem retardo, pelo contrário.

O humor inusual de Leonardo Moreira e seus atores já está lá, em cenas inescapavelmente leves, que tornam impossível não aceitar e, mais, não se encantar com a diferença, em vez de estranhá-la e segregá-la, no que parece ser o propósito moral da história.

Não apresenta situações fáceis, na existência daquela criança de pais ainda mais perdidos que ela. Mas faz com que atravesse os choques da narrativa com uma atitude que consegue ser ao mesmo tempo extremamente racional e fantasiosa _e sem resvalar para o drama costumeiro.

"Cachorro Morto", embora dividindo o protagonista e outros personagens entre os cinco atores, tem uma certa linearidade, que se dissolve bem mais em "Escuro". É difícil classificar a dramaturgia de Leonardo Moreira exatamente porque ela parece estar em desenvolvimento.

Sabe-se lá o que vem agora, com "O Jardim". Sua cia. Hiato vai apresentar na semana que vem "fragmentos inacabados" da terceira peça, também no Centro Cultural. E depois realiza encontros para compartilhar o que chama de "dramaturgia cúmplice" ou "dramaturgia de paisagem".

Diz que é "uma estrutura dramática que se apropria das estruturas narrativas do cinema e de outras (fragmentação, desaparecimento da personagem, novelização)". E que "é um mapa, indica paisagens, sugere múltiplas direções, mas não determina o caminho", servindo "não como modelo narrativo, mas instrumento de crítica e reflexão sobre o ato de contar histórias em nosso tempo".

Formalmente, é a dramaturgia de maior estranhamento que vejo desde Sarah Kane, quase duas décadas atrás. Mas é sempre bom lembrar que Leonardo Moreira não vem sozinho. "Cachorro Morto" confirma o talento uniforme do elenco original e o encanto de Aline Filócomo.

Escrito por Nelson de Sá às 20h06

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

2º Festival de Teatro Grotesco


Autores Antonio Rocco, Fernanda Young, Mario Viana,

Maurício Parone de Castro, Otavio Frias Filho e Sergio Roveri

Diretores Antonio Rocco, Marcos Loureiro e Maurício Parone de Castro



Atores Antonio Destro, Celso Melez, Erika Forlin, Fania Espinosa,

Jacqueline Obrigon, Luciana Caruso, Maira Galvão,

Marcos Gomes, Mário Matias, Melissa Vaz e Rodrigo Zappa



Música Original Ricardo Severo
Iluminação Marcos Loureiro


Cenários Cássio Brasil e Antonio Rocco


Figurinos Cássio Brasil e Patrícia Sayuri Sato

Técnicos Ivan Fagundes, Henrique Polli e

e Regis Trovão

Teatro N.Ex.T. - SP

Temporada De 24 de março a 30 abril de 2011

Escrito por Lenise Pinheiro às 22h37

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Um Coração Fraco

Texto à partir do conto "A Felicidade" de Fiodor Dostoieviski

Adaptação Domingos Oliveira

Direção Priscilla Rozenbaum

Atores Caio Blat, Cadú Fávero, Isabel Guéron e Sofia Torres

Cenário Fernando Melo da Costa

Iluminação Maneco Quinderé

Figurinos Angele Fróes

Produção Renata Pascoal

Teatro Guairinha - Curitiba

Hoje 09/04 às 21h Amanhã 10/04 às 21h

 

Escrito por Lenise Pinheiro às 23h46

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Lenise PinheiroO blog Cacilda é coordenado por Nelson de Sá, articulista da Folha, e pela repórter-fotográfica Lenise Pinheiro.

SITES RELACIONADOS

RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. ɉ proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.