Cacilda
 

Máquinas III

Série Pequeno Repertório de Performances

com Guto Lacaz

Contra regra Fernando Vianna

Teatro da Aliança Francesa - SP

Sábado 21h Domingo 19h

Escrito por Lenise Pinheiro às 10h30

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os Bandidos

Texto Friedrich Schiller

Direção Zé Celso Martinez Corrêa

Grupo Oficina Uzyna Uzona

15º Festival POA em Cena

Usina - Porto Alegre

Hoje às 21h

Escrito por Lenise Pinheiro às 11h01

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

7 peças

Dos meus tempos de crítico, carrego frustração especial por não ter identificado de cara o que significava "O Paraíso Perdido".

O que soou imediatamente como uma desordem de dramaturgia fechou os meus sentidos. Era uma reunião de John Milton com, vim a saber depois, a Bíblia, Shakespeare e até Lya Luft. Naquela longíngua apresentação na igreja de Santa Ifigênia, perdida no tempo, não achei ordem e me ceguei para a explosão que o texto guardava.

Só uma década depois, com a peça de Sergio de Carvalho em livro, é que vim a perceber nela a própria gênese do Teatro da Vertigem, "o bico do abismo se abre para me tragar, a terra me atrai, quase desejo cair, já pressinto embaixo a matéria sangrenta, a carne informe, vou explodir na pedra como um ovo de sangue".

Não tenho a menor idéia do que apartou o então jovem autor daquela vertigem dos céus e da carne, tão romântica e artaudiana, mas recordo vagamente algum questionamento ao idealismo.

Se havia mesmo idealismo germânico naquele paraído perdido de fim do século 20, ele achou um meio de vazar para o materialismo dialético da obra rigorosa que o dramaturgo e agora também diretor passou a erguer nos anos seguintes _com sua Companhia do Latão, ao lado de Marcio Marciano, Ney Piacentini, Helena Albergaria, Gustavo Bayer, Gustavo Machado, Georgette Fadel.

Ainda estou longe de terminar e mais ainda de ordenar na minha cabeça as "7 peças" lançadas agora em livro pela Cosacnaify, mas reencontrar o "Ensaio para Danton" foi especial e bastante revelador para mim, tantos anos depois de presenciar aquele palco tornado platéia, no Cacilda Becker.

Com texto escrito por Sergio e Marcio quatro anos depois, também em parte adaptação e colagem e em parte resultado de ação coletiva, com Kil Abreu entre os colaboradores, o que não falta é a ordenação que eu tanto queria, o domínio da carpintaria, a exploração do conflito _e a abertura para o contrário, ainda que visando ao choque.

Já então a obsessão com a negativa, a recusa dialética mostrava potência dramática, ao menos no que posso recordar através do texto agora publicado. Carvalho e seus camaradas parecem querer confrontar Georg Büchner, ele mesmo tão pouco materialista, mas não sem antes abraçá-lo, explorá-lo ao extremo também.

A edição não segue ordem de cronologia, mas foi o que busquei e aos poucos imaginei distinguir uma opção crescente pela parábola, em princípio brechtiana mas também com ecos do que pude conhecer, em livro, da dramaturgia do Centro Popular de Cultura de Oduvaldo Vianna Filho, Carlos Estevam Martins.

Falta o deboche, o sarcasmo à brasileira tão característico daquele teatro de imenso talento e ambições limitadas. Mas não quero prejulgar e me fechar, de novo. Estou ainda a ler, tentando me apresentar sempre aberto. Qualquer hora volto ao assunto.

Escrito por Nelson de Sá às 22h56

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A Filosofia na Alcova

Texto e Direção Rodolfo García Vázquez

Atores Grupo Os Satyros

Espaço dos Satyros 2

Terças e sextas às 21h

Escrito por Lenise Pinheiro às 08h59

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Lenise PinheiroO blog Cacilda é coordenado por Nelson de Sá, articulista da Folha, e pela repórter-fotográfica Lenise Pinheiro.

SITES RELACIONADOS

RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. ɉ proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.