Cacilda
 

Doce Deleite em São Paulo

Texto Alcione Araújo

Direção Marília Pêra

Atores Camila Morgado e Reynaldo Gianecchini

Teatro Raul Cortez - SP

Quintas, sextas e sábados às 21h30, domingos às 18h

Escrito por Lenise Pinheiro às 10h17

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Literatura Contemporânea

Texto e Direção Fernando Bonassi

Ator César Figueiredo

 

Iluminação Ricardo Marañez

Unidade Provisória Sesc Avenida Paulista - SP

Sextas, sábados e domingos às 20h

Escrito por Lenise Pinheiro às 10h23

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Borboletas de Sol de Asas Magoadas

Texto Evelyn Ligoki

Direção Celina Alcântara

Atriz Evelyn Ligoki

Espaço dos Satyros 1 - SP

Quartas às 21h

Escrito por Lenise Pinheiro às 12h25

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dido e Enéas

Só fui ler a "Eneida" tarde, quando ajudava a traduzir "Hamlet" e dei com a morte de Príamo pelas mãos de Pirro, contada por Enéas, para Dido. Como qualquer um que se aproxima de Shakespeare, já estava obsessivo, vasculhando cada verso, toda referência possível.

E o livro era uma revelação, havia em Virgílio muito mais chaves para desvendar aquela e outras tragédias. Na encenação, depois, era a cena em que eu sempre chorava, com Zé como Príamo. A razão de estar na tragédia shakespariana, penso até hoje, era tratar-se de passagem que envolve também suicídio, no caso, de Dido.

Fui ao Canindé no sábado passado, atrás do estádio, aos galpões de produção do Teatro Municipal, já esperando tristeza.

E também com alguma prevenção, pois simpatizo muito com os cantores, mas nem tanto com o público das fileiras reservadas que fazem a cena lírica paulistana. Cria-se _e não apenas aqui_ uma aura que torna voz e corpo dos artistas coisa intocável, para deleite restrito.

Já imaginava, como havia percebido outras vezes com diretores chamados às montagens, que Antonio Araújo ergueria uma "mise-en-scène" eficiente, mas não seria permitido tocar no coração da ópera.

E de fato ele criou uma encenação de impacto, ainda que em poucas semanas, como é regra em tais produções. A fumaça de caminhão, o barulho do galpão aberto e sem tratamento, uma empilhadeira, escadas, andaimes: em tudo se percebia o aparente desejo de penetrar aquele mundo, aquelas vozes.

Ainda assim, atores do Vertigem como Míriam Rinaldi e Roberto Áudio pareciam estar em cena, antes de mais nada, para servir. Permitiam aproximar os rostos e corpos de pouca expressão, dos novos integrantes, às imagens tão significativas que o grupo erguia.

Mas desde logo, na apresentação, também ficou evidente o enfeitiçamento de Luisa Francesconi pela companhia teatral.

Linda e jovem como Dido, a meio-soprano se desprendeu em figurinos de toda ordem, subindo e descendo praticáveis amontoados, expondo corpo, face, voz. Quando chegou enfim ao lamento que precede seu suicídio e ao longo de toda a cena, foi emocionante como antes, com o Príamo de Zé.

A comunhão de teatro e teatro lírico não se deu somente aí. Estava, de certa maneira, por toda parte, na música de Henry Purcell, homem de teatro antes de mais nada, compondo quase sem parar para aquela Londres pós-shakespeariana. O lamento de Dido é a prova, hoje até parte da cultura pop britânica.

Escrito por Nelson de Sá às 23h33

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Luna Clara & Apolo 11"

Texto: Adriana Falcão

 

Dramaturgia: Marcelo Romagnoli

 

 

Concepção e direção geral: Cris Lozano

 

 

Atores: Fausto Franco, Guto Togniazzolo, Jacqueline Obrigon,

 

Joaquim Lino, Marcelo Romagnoli, Priscila Jorge, Tatiana Thomé,

 

Vanderlei Bernardino e Vany Alves

 

 

Direção musical: Morris Picciotto

 

 

Composição e arranjos: Bruno Prado, Camila Lordy,

 

João Taubkin e Morris Picciotto

 

 

Iluminação: Marisa Bentivegna

 

 

Cenografia: Marco Lima

 

Figurinos e Visagismo: Marina Reis

 

Centro Cultural São Paulo - SP

 

Terças e quartas às 19h30

Escrito por Lenise Pinheiro às 08h16

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A Festa de Abigaiu

Texto - Mike Leigh.

Direção e trilha sonora - Mauro Baptista Vedia.

Elenco - Ana Andreatta, Eduardo Estrela, Ester Laccava,

Fernanda Couto e Kiko Vianello.

Figurinos - Maitê Chasseraux. 

Iluminação - Marcelo Montenegro.

Teatro Augusta - SP

Sextas 21h30, sábados 21h e domingos 19h

Escrito por Lenise Pinheiro às 10h31

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Lenise PinheiroO blog Cacilda é coordenado por Nelson de Sá, articulista da Folha, e pela repórter-fotográfica Lenise Pinheiro.

SITES RELACIONADOS

RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. ɉ proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.