Cacilda
 

Aqueles Dois

Texto Caio Fernando Abreu

Concepção Cia. Luna Lunera - Belo Horizonte

Atores Odilon Esteves

Rômulo Braga (esq) e Marcelo Souza e Silva

e Cláudio Dias

Hoje 23h

Teatro do Sesi - São José do Rio Preto

Escrito por Lenise Pinheiro às 15h34

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kavka - Agarrado num traço a lápis

Texto Lume Teatro - Campinas

Direção Naomi Silman

Ator Ricardo Puccetti

Cenografia Maxim Bucharetchi

Iluminação Eduardo Albergaria

Figurinos Juliana Pfeifer

Hoje 19h

Teatro Nelson Castro - São José do Rio Preto

Escrito por Lenise Pinheiro às 13h01

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os Morenos em Rio Preto

Newton Moreno - Dramaturgo

Participa da discussão em torno da Dramaturgia

Brasileira Contemporânea

Carlos Moreno - Ator

Promove o lançamento do Livro Pod Minoga Studio - Sesc Edições

Afetividades, enredos e texturas projetadas para o

passado, presente e futuro

Aqui no Festival de Teatro - São José do Rio Preto

Escrito por Lenise Pinheiro às 12h24

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Estréia mundial

O RETORNO AO DESERTO

COMPAGNIE DRAMATIQUE PARNAS BRASIL FRANÇA

DIREÇÃO CATHERINE MARVAS

MOVIMENTAÇÃO, CENÁRIOS, CUMPRIMENTOS, AMORES DE AMIGOS,

FESTIVAL DE TEATRO, ENSAIOS PARA A COBERTURA

SANDRA COVERLONI CANNES(NIZADA) EM RIO PRETO

CENOGRAFIA CARLOS CALVO

LUZ MICHEL THEUIL

FIGURINOS BIA JUNQUEIRA

TEATRO MUNICIPAL HUMBERTO SINIBALDI NETO

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

HOJE 21H30

Escrito por Lenise Pinheiro às 12h11

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Romance, vol. II

Semanas atrás, um lingüista da universidade de Sheffield e um engenheiro de som apareceram com uma pesquisa provando que "a voz perfeita" é da atriz Judi Dench.

Ou melhor, é ela quem chega mais perto da fórmula que eles desenvolveram, com coisas como não expressar mais que 164 palavras por minuto, "pausar 0,48 segundos entre as sentenças" e deixar cair a entonação ao longo de cada sentença, não subir.

A especulação me fez rir porque Judi Dench, ela mesma, pensa diferente. A grande atriz, sem ter preparo, cantou maravilhosamente em "A Little Night Music", que eu vi. Cantou "Send in the Clowns" como ninguém, do que já ouvi em gravação.

Mas admitiu sem contrangimento não ter alcance de voz nem treinamento. Disse que consegue enganar, se recordo a expressão, porque é atriz, com envolvimento de atriz, não técnica vocal.

O musical é estupendo, o melhor de Sondheim ao lado de "Company", e desde então _e diante do que ela falou_ fantasio quem poderia fazer o papel de Desiree Armfeldt por aqui.

A protagonista, atriz consagrada e sozinha e avassaladora, no universo cruel e vazio de Sondheim e seu inspirador Ingmar Bergman, seria representada por Bete Coelho ou Marília Pêra ou Cristiane Torloni, quem sabe Denise Assunção, todas mulheres de teatro.

Mas sempre retorno, no elenco imaginário do meu musical de sonho, para Marisa Orth, a prima de Cacilda. Não só por cantar e ter aquelas pernas gigantescas, mas porque a atriz tem a marca da tristeza de Sondheim e Bergman, da consciência excessiva, da desesperança.

Dizem que é comediante, deve ser mesmo, mas em tudo o que pude assistir transpira muito mais. Deve ser o que a aproxima tanto de Flavio de Souza, que faz comédia com a morte.

Lá fui eu então ver "Romance, vol. II", seu show de cabaré no Café Uranus, perto do jornal. Sei que falam muito bem da voz de Marisa Orth, mas o que me levou na apresentação, a exemplo do que acontecia expressamente com Judi Dench, é a atriz.

É o que carrega as próprias canções: a concentração que ela atinge, a maneira como penetra e se entrega aos breves enredos, como se deixa tomar pelas palavras. Faz lembrar Marlene Dietrich.

Não tenho programa do espetáculo nem os textos escritos por Teté Martinho, mas guardei frases como aquela sobre "o sorriso triste que me acompanha até hoje".

Guardei também, pelo arrebatamento que me levou, as interpretações para "As Dores do Mundo", de Hyldon, e "Sofre", de Tim Maia, no momento maior da apresentação.
 
Depois de alguma delas, ela se virou e falou, "eu não sei de vocês, mas eu adoro fazer este show".

Escrito por Nelson de Sá às 22h38

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Prêt-à-Porter Coletânea 1

Coordenação Antunes Filho

A Garota da Internet

Atores Arieta Corrêa e Marcelo Szpektor

Ponto sem Retorno

Atores Emerson Danesi e Marcelo Szpektor

Cenas da série teatral na Livraria Cultura

Teatro Eva Herz

Terças às 19h30

Escrito por Lenise Pinheiro às 09h53

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A Reserva

Com Irene Ravache

e Evandro Soldatelli

Texto Marta Góes

Direção Regina Galdino

Cenários e figurinos Fabio Namatame

Teatro Cosipa - SP

Sex 21h30, sáb 21h e dom 18h

Escrito por Lenise Pinheiro às 10h56

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Lenise PinheiroO blog Cacilda é coordenado por Nelson de Sá, articulista da Folha, e pela repórter-fotográfica Lenise Pinheiro.

SITES RELACIONADOS

RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. ɉ proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.