Cacilda
 

Theatro Brazileiro

Férias entre o interior e a praia, com três meninos, mas queria deixar um registro de “Cypriano & Chan-ta-lan ou Folias e Sensações de 1973”, de Luis Antônio Martinez Corrêa e Analu Prestes. Foi encenada dia 23 no Oficina, por Marcelo Drummond e Pascoal da Conceição.

 

Suposto teatro juvenil, é bem o teatro de Luiz Antônio nos anos 70 e 80, intervalo feliz, “comic relief”, entre a explosão da liberdade e o triunfo do capital. Certamente 1968 e 1989 foram anos para a história do mundo, mas quem viveu o intervalo pode se dar por feliz.

 

Marcelo, carioca que viveu o Baixo Gávea, me falou da ponte Hamilton Vaz Pereira/Cacá Rosset, Maria Alice Vergueiro/Regina Casé _até Mauro Rasi/Pedro Cardoso/Miguel Magno_ que está na obra de Luis Antônio. Ele tocou tudo aquilo, naqueles anos, o besteirol paulista e carioca que sobreveio, até por fim o baiano, tão bem retratado em uma das cenas do dia 23.

 

Como o irmão diretor mais velho, que buscou em Oswald de Andrade a chave do tropicalismo, Luis Antônio deu a chave para o intervalo com o “Theatro Musical Brazileiro”, das revistas, dos números de cortina e muitos mais.

 

Das tantas imagens que ficaram da comoção que se seguiu à morte do jovem diretor, lembrado todo ano pelo irmão, algumas delas neste momento no site do Oficina, a que mais me marca é de Grande Otelo, tão triste, abraçando Zé Celso.

 

Otelo e também Oscarito foram fontes vitais para Luis Antônio, eles que revivem agora nas biografias lançadas por Sérgio Cabral e Flávio Marinho. Estou ainda nas primeiras metades de ambas, mas o teatro da lona de circo, a revista, o teatro musical sonhado e reanimado por ele me parecem mais poderosos do que nunca, eternos.

Escrito por Nelson de Sá às 05h04

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Lenise PinheiroO blog Cacilda é coordenado por Nelson de Sá, articulista da Folha, e pela repórter-fotográfica Lenise Pinheiro.

SITES RELACIONADOS

RSS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. ɉ proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.